quinta-feira, setembro 20

Navegar é Preciso

Um dia acontece um encontro, sem que se planeje nem que se marque, ao não ser pela marca do criador, não podemos ser culpados
Um pensamento, tão rápido, logo se instala, por quê? Como um turbilhão, uma corrente de ideias faz surgir, sem culpas
Emoções, sensações, sentimentos são molas que fazem aflorar a paixão, não posso ser culpado por me apaixonar
Sonhar, imaginar uma vida inteira, repleta, ampla de emoções: amor, medo, futuro! Ninguém pode ser culpado, por querer, viajar 
nesse mar chamado desejo!

Viver! Ninguém pode ser culpado por querer viver, livre de preconceitos, seja de que natureza for...
Se sou eu um romântico? O que importa? Poucos se importam nessa onda que não sai da praia, o que importa são os guardas sol, a marcas, ou melhor as grifes, mas não pelo o que elas representam, mas pelo o que elas expõem.
Uma pena!
Cada vez menos navegam, cada vez menos vão além mar...
Também gosto do porto, seguro, mas para chegar navegar é preciso!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...